Imprensa

Carlos Pedroso analisa déficit nas transações correntes em entrevista para Broadcast

Em entrevista para Broadcast sobre setor externo, nosso economista-chefe, Carlos Pedroso, estimou um déficit de US$ 1,50 bilhão nas transações correntes de setembro. Segundo Pedroso, a redução dos superávits da balança, combinada com a recuperação de despesas reprimidas com serviços, deve dar o tom dos resultados em conta corrente no restante do ano. Para os próximos meses, espera-se continuidade de déficits em transações correntes, em um processo de normalidade da economia do País.

Saiba mais

O economista-chefe do MUFG Brasil fala sobre a política economica e fiscal do Brasil para o jornal Folha de São Paulo

O jornal Folha de São Paulo conversou com economistas e estrategistas de alguns bancos, a fim de compreender o panoroma da política econômica e fiscal do País. Carlos Pedroso, nosso economista-chefe, foi um dos entrevistados e comentou os impactos na economica brasileira e qual deve ser a postura do BACEN após o governo admitir furar o teto de gastos.  Leia aqui a matéria completa.

Destaques

Mauricio Nakahodo compartilha as expectativas para o IBC-BR de agosto

Mauricio Nakahodo, economista sênior do MUFG Brasil, compartilhou as projeções do banco para o IBC-BR de agosto, em entrevista para a Broadcast/Agência Estado. De acordo com Maurício, os indicadores antecedentes e coincidentes apontam uma nova queda da atividade econômica em setembro, especialmente no setor de serviços. Na conversa, Nakahodo também comentou a expectativa do banco para o PIB.

Saiba mais

Nosso economista sênior avaliou a expectativa para o mercado de trabalho e comentou as projeções para o próximo ano

Os comentários do nosso economista sênior, Mauricio Nakahodo, sobre a expectativa para o mercado de trabalho brasileiro foram referência em matéria do jornal Gazeta do Povo. Nakahodo destacou que a queda da taxa de desemprego é influenciada pela sazonalidade, visto que esse índice costuma cair no final do ano. Na entrevista, o economista ainda comentou as projeções para o próximo ano.

Saiba mais

Uma análise do quadro inflacionário do Brasil com Mauricio Nakahodo

Mauricio Nakahodo, economista-sênior do MUFG Brasil, concedeu uma entrevista para o jornal Monitor Mercantil, onde respondeu três perguntas sobre o atual quadro inflacionário do país. Na conversa, Nakahodo comentou a influência do aumento da Selic no controle da Inflação, avaliou o processo inflacionário do Brasil com os acontecimentos no exterior e falou sobre os principais setores onde estão concentradas as pressões inflacionárias. Leia aqui a entrevista completa. 

MUFG Brasil é destaque em matéria sobre IPCA-15

Nosso economista-sênior, Mauricio Nakahodo, comentou que a trajetória de preços, tanto em serviços quanto em bens industriais, seguirá em níveis elevados até o fim do ano, sem o arrefecimento antes esperado para os industriais. Para o economista, a mudança de cenário está relacionada aos problemas na cadeia produtiva global, em especial, na indústria de peças automotivas que têm impactado a produção de automóveis e elevado os preços.

Saiba mais

Carlos Pedroso comenta sobre queda do varejo para Broadcast

Em entrevista para Broadcast, nosso economista chefe comentou o resultado negativo, com queda de 3,1%, no varejo restrito em agosto. Pedroso atribuiu parte da surpresa às alterações estatísticas no ajuste sazonal da série e ao peso da inflação. Confira aqui a matéria na íntegra.

NOTÍCIAS

O economista chefe do MUFG Brasil comentou a ata do COPOM para o jornal Valor Econômico

O mercado avalia que o ciclo de aperto monetário pode ser ainda mais intenso do que o esperado anteriormente. Durante entrevista para o Valor Econômico, nosso economista-chefe, Carlos Pedroso analisou a ata do Copom divulgada na última quarta-feira (22/9) e comentou as expectativas para Selic que deve encerrar o ano em torno de 8% e deve chegar a 8,5% em 2022.

Saiba mais

Carlos Pedroso avalia o resultado da PMS de junho em matéria da Broadcast

Após a divulgação dos resultados da Pesquisa Mensal de Serviços (PMS), Carlos Pedroso, economista-chefe do MUFG Brasil, comenta os destaques da PMS do mês de junho em matéria para a Broadcast/Agência Estado. De acordo com o Pedroso, o avanço de 3,8% nos serviços prestados ás famílias foi o principal destaque desse mês, porém apesar da maior expansão na margem, o setor ainda está abaixo do patamar pré-pandemia. Na matéria, o nosso economista comenta que há a expectativa de novas altas nas próximas leituras, mas que o cenário é bastante desafiador para recuperar todas as perdas do período este ano, devido a variante delta e a falta de componentes na indústria.

Saiba mais

MUFG amplia foco para cadeias de suprimentos e aposta em automação e parcerias com Fintechs

Eduardo Schultz, Deputy Country Head & COO do MUFG Brasil, conversou com o jornalista Álvaro Campos, do Valor Econômico, sobre a ampliação do portfólio de clientes do banco com foco para cadeia de suprimentos. Schultz ainda comentou sobre os investimentos em automação, parcerias com Fintechs e o crescente mercado de ESG. 

Confira a entrevista na íntegra

Para solicitações de entrevistas, pautas ou informações sobre o Banco MUFG Brasil, entre em contato com a nossa Assessoria de Imprensa por e-mail ou telefone:

Advice Comunicação Corporativa

Contato:

Fernanda Dabori

Christiane Mariotto

Patricia Mattos

Email: imprensa.mufg@advicecc.com

 

Tel.: (11) 5102-5252